Inquérito

A nossa motivação para a realização do Inquérito Aberto à Segurança da Informação das Instituições em Portugal parte da necessidade de existirem números concretos relativos à segurança da Informação na realidade portuguesa. Por outro lado procuramos auscultar não apenas os responsáveis de TI ou segurança nas organizações, mas também outros colaboradores – em cargos de direcção ou não – de modo a construir uma visão mais completa da percepção existente actualmente. À medida que as ameaças à segurança da informação se tornam mais comuns e presentes no nosso dia-a-dia entendemos que é importante perceber de que modo as organizações estão a responder aos desafios tecnológicos mas, talvez mais importante, aos desafios culturais e organizacionais.

O inquérito cobre diversos aspetos que entendemos como fundamentais para a criação de uma cultura de segurança de informação eficaz nas instituições, nomeadamente:

  • O compromisso da gestão de topo;
  • A formação de competências;
  • A existência de uma unidade organizacional dedicada;
  • O papel da auditoria e controlo;
  • A gestão de incidentes de segurança.

Adicionalmente sentimos também a necessidade de aprofundar alguns dos temas com o ponto de vista da camada diretiva e da gestão, mais especificamente sobre:

  • A gestão do orçamento para Segurança da Informação;
  • A gestão dos recursos humanos com funções na Segurança de Informação;
  • A existência de incidentes e eventuais perdas relacionadas;
  • As preocupações de segurança dos orgãos de topo;
  • A percepção da exposição da instituição às ameaças.

Pretendemos assim ter uma ideia generalizada de que modo as organizações entendem o tema da Segurança da Informação e de que modo o colocam em prática, sendo nosso objetivo que este trabalho possa ajudar a entender a realidade em Portugal e sirva como referência para o aumento da consciencialização para o tema da Segurança da Informação nas instituições a operar no nosso país.

A edição de 2016 do Inquérito decorre de 1 de Outubro a 31 de Dezembro e pode ser acedido neste link.

Os resultados de 2015 podem ser consultados aqui.

Qualquer comentário ou sugestão pode ser partilhada através do email geral@ap2si.org ou da nossa página do Facebook.